blog

Planejamento de Recursos de Manufatura – conheça o MRP II

Planejamento de Recursos de Manufatura - conheça o MRP II

A realização de uma produção eficiente é um dos maiores desafios de qualquer empresa que se proponha a colocar no mercado produtos de qualidade e com bons preços e prazos. Para isso, é necessário que o planejamento dessa produção seja realizado de forma a levá-la a este status.

Dentre as mais diversas ferramentas que podem ser utilizadas para isso, uma das mais conhecidas é o chamado Manufacturing Resource Planning (Planejamento de Recursos de Manufatura), ou MRP II.

 

 

O que é o Planejamento de Recursos de Manufatura?

Também conhecido como MRP II é um sistema, muitas vezes computacional, que integra dados de diversas fontes do processo produtivo para que seja realizado um planejamento ótimo de compras de matéria prima e realização de entregas, reduzindo a possibilidade de aumentos de Lead Time.

 

Por que MRP II?

Em 1964, Joseph Orlicky, criou o chamado Material Requirement Planning (Planejamento de Requisitos de Materiais, ou MRP I), em resposta a uma demanda do sistema de produção da Toyota que crescia na época.

Este considerava a resposta de três perguntas focais:

  • Quais tipos de materiais serão necessários para produção?
  • Qual a quantidade de cada material é necessária para cumprir com os pedidos?
  • Quando os materiais devem estar disponíveis para uso?

Assim, planejava-se quais seriam os materiais necessários para a execução de determinado fluxo de produção e quando eles deveriam estar disponíveis.

Já o Planejamento de Recursos de Manufatura é chamado de MRP II, criado na década de 1970, pode ser considerado uma evolução do primeiro, integrando ainda mais elementos e medições ao seu planejamento. O foco deixou de ser a execução pura e simples para ser o processo de produção, com todas as nuances a ele inerentes.

A partir daí as empresas começaram a gerenciar com maior propriedade o Planejamento e o Controle da Produção (PCP), com vistas a eliminar desperdícios e excessos, permitindo fazer estimativas mais acuradas da necessidade de cada item/material, bem como suportar a elaboração e o monitoramento do orçamento inicial de cada ordem de produção.

 

 

O que é necessário para realizar o Planejamento de Recursos de Manufatura?

Como mencionado anteriormente, o sistema conhecido como MRP I considerava em seu planejamento as necessidades de compra de materiais de acordo com os pedidos realizados pelos clientes.

Com a adição de mais funções ao sistema, passou-se a integrar não apenas o processamento dos pedidos dos clientes, mas também das ordens de compra de insumos, matérias-primas e materiais secundários em conformidade com as especificações deles constantes. Verificou-se a necessidade de monitorar também análises de vendas e previsão de demandas, emissão de pedidos, folhas de pagamento e gestão de inventário.

Essa integração dessas e outras novas funcionalidades é que permitiu um upgrade significativo na obtenção de melhores resultados na gestão de materiais voltada ao processo produtivo, que deixou de ser reativo – apenas gerir pedidos de venda e estoque de materiais alocados – e passando a ser preditivo, possibilitando ter um novo olhar sobre as demandas dos clientes, transformando-se em um sistema que enxerga o processo produtivo como um todo, mais complexo, e cujas variáveis não apenas são integradas, mas devem ser monitoradas de forma a tornar a tomada de decisões mais eficiente.

Então, os parâmetros que um MRP II leva em conta para realizar os cálculos de demanda de materiais dentro de um processo de manufatura são:

  • rastreamento de inventário
  • emissão de pedidos de matéria-prima
  • cronograma mestre de produção
  • parâmetros de logística e cadeia de fornecimento
  • volume real e previsão de demanda de produtos
  • capacidade produtiva do processo, incluindo maquinário e pessoal

É importante lembrar que o resultado da implantação de qualquer sistema informacional depende sempre da qualidade das informações ali inseridas. Por isso, é de suma importância que os usuários responsáveis pela inserção de dados recebam o devido treinamento e sejam conscientizados do papel que desempenham para que se obtenha informações confiáveis e precisas para que, no processo de tomada de decisões, tudo ocorra de forma assertiva. Além do treinamento, é necessário que os dados sejam continuamente verificados pelo sistema implementado, o que só irá ocorrer se este estiver corretamente parametrizado.

 

CTABlog_AutomaçãoIndustrial_Experimente

 

Por que utilizar um sistema de Planejamento de Recursos de Manufatura?

Pelo fato de integrar diversos parâmetros relativos ao processo fabril, sob responsabilidade de diversos setores, ele é responsável por centralizar, integrar e processar informações de forma eficaz e eficiente, de forma que seja possível verificar melhorias no cronograma de produção, engenharia de design do sistema, gestão de inventário e controle de custos.

Ter todos esses dados dentro de um sistema facilita a execução de ciclos PDCA em tempos mais curtos, já que as análises são realizadas utilizando o próprio sistema e seus cálculos. A redução do tempo desses ciclos, e entre eles, faz com que seja possível reagir de forma mais rápida às mudanças na demanda, identificando problemas ou ações necessárias para que se atenda à expectativa do cliente.

Pensando em conceitos como o Lean Manufacturing, o MRP II auxilia no planejamento a fim de evitar gargalos no processo devido à, por exemplo, falta de matéria-prima. Assim, pode ser que este venha ajudar a criar um estoque, confrontando conceitos como Just in Time, que visam reduzir a quantidade de matéria-prima adquirida apenas àquela que será utilizada diretamente para o cumprimento de uma demanda já especificada pelos clientes.

 

 

Ao contrário de utilizar a metodologia de produção puxada pelo mercado, o MRP II tenta prever quanto será necessário de determinado produto em um determinado espaço de tempo. Essa produção seria, assim, híbrida. Já que esta não pretende empurrar para o mercado uma quantidade de produtos demasiado, e que possa, eventualmente, ficar encalhado nas prateleiras das lojas.

Outra importante característica da utilização do MRP II é que ele permite maior celeridade em análises e decisões relativas a eventuais substituições de materiais, cujas especificações técnicas são de difícil identificação e, ainda mais, de relevante mensuração de custos. Neste aspecto, ele funciona com uma biblioteca de dados, já compilados dentro dos quesitos essenciais e relacionados à manutenção do timing de produção e da qualidade do produto em questão.

 

 

Como a Novidá pode ajudar a melhorar seus processos, complementando o sistema MRP II?

Fazer o planejamento da produção é um dos passos essenciais, sendo uma das alternativas a utilização do Planejamento de Recursos de Manufatura. E, para que isso seja possível, é preciso realização de manutenções de forma correta, além de saber com detalhes os tempos e movimentos realizados durante todos os processos envolvidos. Para isso, garantir que as informações inseridas no sistema sejam confiáveis, é essencial.

A Novidá com sua solução de monitoramento em tempo real de movimentação de pessoas e transportes que fazem parte do processo produtivo utilizando sistemas de localização baseados em bluetooth, smartphones e beacons, integrados em um sistema que utiliza inteligência artificial para apresentar de forma completa dados que facilitam a visão completa do negócio.

Aliando-se a confiança nas informações obtidas através de medições em tempo real, com o processamento do sistema que utiliza inteligência artificial, e ainda conceitos de gestão lean, é possível trabalhar os processos para a realização de planejamento mais assertivo de sua cadeia produtiva.

Para ver como a Novidá pode trazer melhorias para os processos da sua empresa, ou conhecer cases de sucesso de implantação das nossas soluções, acesse nossa página e baixe os materiais completos.

 

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Calculadora de Desperdícios

Descubra quantos milhares de reais sua empresa perde com desperdícios.

Cases de Sucesso

Diversas marcas e empresas já se beneficiaram de nossa plataforma. Conheça casos reais que Novidá atuou.

Gostou do conteúdo?

Cadastre-se em nossa newsletter

Siga-nos nas
redes sociais

Veja também

error: Conteúdo protegido!
Queremos ajudar sua empresa

Fale Conosco

Endereço

CUBO – Alameda Vicente Pinzon, 54 – Vila Olimpia
São Paulo / SP / Brasil