Novo Wrench Time: O KPI chave para gestão da manutenção
x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo / SP / Brasil

Blog

Wrench Time: O KPI chave para gestão da manutenção

Wrench Time: O KPI chave para gestão da manutenção

Seja qual for a sua profissão, é provável que em sua rotina de trabalho você não esteja 100% do tempo realizando atividades produtivas, ou seja, que agreguem valor. Existem tempos perdidos em deslocamentos, pausas obrigatórias, possíveis atrasos entre outras interrupções.

Em algumas áreas, calcular esses tempos e movimentos é extremamente estratégico, já que cada minuto desperdiçado pode ter grande impacto no resultado final da empresa. A área de manutenção é um exemplo clássico, crítico e estratégico, onde essa medição é fundamental! É por isso que foi criado o wrench time.

O que você irá encontrar nesse artigo:

  • O que é Wrench Time

  • Sua importância para a empresa

  • Como calcular o indicador

  • Dificuldades de aplicação no dia a dia

  • Como medir um Wrench time realmente preciso

 

O que é Wrench Time?

O Wrench Time também é chamado de “Fator de Produtividade na Manutenção”. Trata-se de um indicador que mostra qual o percentual de tempo que um profissional de manutenção passa, de fato, cumprindo as atividades que constam no seu plano de manutenção. Ou seja, não devem ser incluídos aqui os deslocamentos, pausas, preenchimento de relatórios, recebimento de instruções e qualquer outra ação que não seja de fato a manutenção em campo.

De acordo com pesquisas de mercado, no Brasil esse valor fica entre 12 a 25% do tempo total. Ou seja, a maior parte do tempo de um profissional de manutenção ainda é gasto com atividades que não agregam valor para a empresa.

O uso de plataformas tecnológicas e um bom plano de manutenção podem ajudar a aumentar o wrench time. Afinal, quando você dimensiona corretamente os recursos humanos, ferramentas e materiais que são usados e acompanha o trabalho executado por esses operadores, a tendência é ter uma maior eficiência operacional e, consequentemente aumentar o fator de produtividade.

 

Qual é a importância dele para sua empresa?

Mas afinal, por que você deve se atentar a essa métrica? O wrench time é um dos principais indicadores da gestão da manutenção. Só através dele é possível entender como está o desempenho de seus funcionários, qual é o tamanho dos desperdícios da sua operação e onde estão os principais gargalos.

Estima-se que as despesas com manutenção podem chegar em até 50% dos custos industriais. Portanto, o fator de produtividade na manutenção é crucial para a lucratividade da empresa. Afinal, a otimização do wrench time vai gerar benefícios diretos no caixa da organização.

 

Como calcular o Wrench Time?

O cálculo do wrench time é muito simples e não exige grandes contas matemáticas. Conforme comentamos acima, basta calcular qual é o tempo total que os colaboradores passam em tarefas produtivas, excluindo atividades como:

  • Planejamento de visitas a campo

  • Recebimento de instruções

  • Pausas

  • Preenchimento de relatórios

  • Esperas e atrasos

  • Deslocamentos internos

 

Subtraia o tempo perdido com todas essas ações no tempo diário do colaborador. Ou seja, se das 8h diárias ele passa 6h em atividades improdutivas, só sobram 2h em que ele de fato realiza a manutenção. Em seguida, é só calcular a porcentagem: 2h de 8h diárias, representam 25%. Esse seria o wrench time!

A conta não é difícil, mas o grande desafio é encontrar maneiras de calcular cada um desses tempos de execução. Em muitos casos, os próprios mantenedores anotam os tempos gastos em cada atividade. Porém, esse dado não é nada confiável e assertivo.

É por isso que o ideal é usar ferramentas tecnológicas que, automaticamente, calculem o tempo gasto em cada tarefa.

 

Mas nem tudo são flores… Há desafios!

As medições de wrench time são cruciais, como exploramos acima, mas acabam por ser um grande desafio para uma informação confiável no dia a dia e uma tomada de decisão realmente assertiva, e as principais dificuldades acabam sendo consequência da própria dinâmica e complexidade das rotinas de manutenção.

A principal dificuldade está em conseguir uma informação assertiva sobre o real tempo de máquina dos operadores, que é a base do wrench time, na forma como a maioria das empresas processam essa informação hoje.

Pense como o seu mantenedor hoje insere a informação em seu sistema? Ele faz um apontamento do real tempo que passou em manutenção ou acaba apontando horas como se fosse um timesheet eletrônico?

Aqui reside o desafio pois fatores como indisponibilidade do equipamento para manutenção e deslocamentos ao almoxarifado, por exemplo, acabam sendo computados como hora pura de manutenção, mas não são.

Ou seja, os indicadores acabam por ter um ruído de desperdícios implícitos grande e que, depois de imputados no sistema, são impossíveis de serem separados novamente.

Outro grande desafio das medições atuais está em conseguir tornar sua equipe mais ágil a incidentes e realocá-las de forma eficiente. Já existem sistemas que permitem prever quebra de máquinas e outras ocorrências corretivas, mas ainda é complexo tornar a alocação das equipes eficiente e ágil no mesmo nível que já conseguimos com a previsibilidade de quebra das máquinas.

Medir já é um grande passo para a melhoria, só esteja sempre alerta com a qualidade e detalhamento da informação coletada junto aos mantenedores.

Como medir um wrench time que seja efetivo para a gestão?

O melhor dos mundos seria que os indicadores fossem assertivos, medidos à perfeição e com o mínimo esforço dos mantenedores e gestores. Na verdade, com a digitalização do chão de fábrica e as ações que diversas empresas já tomam em direção ao conceito de “trabalhador conectado”, isso já é possível hoje!

Com uma das ferramentas mais robustas do mercado neste sentido, a Novidá é uma plataforma de supervisão digital de equipes operacionais que realiza medições automáticas de tempos e movimentos e cumprimento de planos de atividades por estas equipes, trazendo o wrench time REAL com assertividade de cada mantenedor.

O sistema é 100% plug and play, pode ser embarcado em smartphones Android já existentes com sua operação ou usando nossas smart tags que, aliados a sensores IoT simples – a pilha e sem necessidade de redes ou tomadas – fazem todo o trabalho de medição de tempos e movimentos e apontamento de hora homem em cada local da operação!

Com essas informações em mãos, além de calcular o wrench time, o gestor pode fazer comparativos, identificar gargalos e otimizar processos.

Clientes nossos como a Gerdau e a Paul Wurth já se beneficiam de uma medição mais apurada do wrench time para tomar melhores decisões sobre seus planos de manutenção em planejamento e mensuração de execução e qualidade.

Confira mais em nossos cases de sucesso ou faça um diagnóstico rápido e entenda como aplicar melhor o wrench time em sua operação hoje mesmo!

 

Faça um diagnóstico

rápido e explore mais como a Novidá pode
eliminar desperdícios na sua empresa

Agende agora
celphone

Entre em contato!

voltar ao topo