Novo Processos Produtivos Industriais: entenda como funcionam
x

Queremos ajudar sua empresa

Fale conosco

  • Endereço

    CUBO - Alameda Vicente Pinzon, 54 - Vila Olimpia
    São Paulo / SP / Brasil

Blog

Processos Produtivos Industriais: entenda como funcionam

Processos Produtivos Industriais: entenda como funcionam

Para vencer os concorrentes e se manter competitivo, toda organização precisa estar atenta a seus processos produtivos. São eles que definem quais tarefas devem ser realizadas, qual ordem deve ser seguida, como elas devem ser feitas, quais materiais serão utilizados e quem serão os responsáveis por cada atividade.

Na indústria, o tema é a ainda mais importante já que a falta de padronização gera desperdícios. E cada minuto desperdiçado representa perdas significativas de lucro.

Com a implementação de processos produtivos organizados e estratégicos, é possível alcançar excelentes resultados na otimização do tempo e aumento da produtividade.

Por outro lado, caso a gestão de processos seja ignorada, a empresa pode sofrer com uma série de dores, como:

1) Altos custos operacionais

2) Dificuldade de crescimento

3) Comprometimento da qualidade

4) Excesso de estoque e de desperdício

5) Produção de itens com valor acima do esperado

6) Entre outros

Por isso, é fundamental saber quais processos produtivos se encaixam melhor em seu modelo de negócio e estar por dentro de tudo que acontece neles.

 

O que são processos produtivos?

Com o avanço das metodologias de gestão empresarial, as organizações passaram a buscar formas de aumentar a eficiência de suas operações, reduzir a ociosidade e ter mais produtividade com seus colaboradores. Para isso, seria preciso “organizar a casa”: foi aí que surgiram os processos produtivos.

Os processos produtivos são atividades que recebem uma entrada (input), ganham um valor agregado e, então, geram uma saída (output). Ou seja, desde que seja gerado um valor, cada etapa na produção de um item ou na prestação de um serviço pode ser considerada um processo produtivo.

Eles são fundamentais para padronizar como as atividades são feitas naquela empresa. Afinal, se essa for uma decisão subjetiva – em cada colaborador decide o que e como deve realizar sua tarefa – certamente haverá distorções no produto/serviço final.

Portanto, gestores precisam fazer um planejamento e controle de produção, definir exatamente como todas as atividades devem ser executadas e acompanhar de perto os processos produtivos realizados ali.

 

 

Quais são os tipos de processos produtivos?

Linha de montagem

Aqui, a flexibilidade não tem muita chance.

Por ser um tipo de processo que prioriza uma sequência fixa e ordenada, o trabalho é dividido em tarefas especificas e os colaboradores não têm quase nenhuma mobilidade para se aprofundarem em atividades.

 

Processos de projetos

Se você busca customização e autenticidade, eis aqui a chave!

Nesse modelo, produzir em elevadas quantidades não é foco.

Por meio de uma sequência de operações, o pedido do cliente é desenvolvido em detalhes e programados para seguir um processo único.

 

Jobbing

Esse tipo é bastante similar ao anterior, pois o volume de produção também é baixo e permite alta variedade.

Entretanto, enquanto nos processos de projetos os recursos utilizados na produção eram específicos para cada produto, aqui eles são compartilhados.

Para entender melhor, basta pensar em uma alfaiataria. Para fabricar novas peças, os funcionários dividirão os materiais existentes.

 

Processos em lote

Ainda que seja frequentemente confundido com o Jobbing, o modelo, como o próprio nome já diz, visa a produção em alto volume e baixa variedade.

Nesse tipo de processo, é bastante comum haver repetição contínua nos serviços e na forma de produzir.

 

Processos de produção em massa

Similar ao em lote por produzir em alto volume e com baixa variedade, mas com uma diferença marcante: na produção em massa, os processos tendem a ser altamente automatizados e apresentam volume ainda maior do que o anterior.

 

Processos contínuos

24 horas por dia de produção: essa é a principal característica dos processos contínuos.

Por isso, como afirma Ritzman e Krajewski, “são o extremo da produção em grande volume e padronizada com fluxos de produção em massa”.

Para ter uma noção de sua importância, podemos citar como exemplo petroquímicas e fábricas de papel, que operam ininterruptamente.

 

 

Como a Novidá pode te ajudar a melhorar seus processos produtivos

Com foco em reduzir custos e otimizar o tempo de produção, desenvolvemos uma solução focada no entendimento e melhoria de processos operacionais focado nas pessoas e suas atividades, sozinhas na sua operação ou no comando de equipamentos

Através de um conjunto de tecnologias proprietárias que envolvem Geolocalização indoor e outdoor (RTLS), Internet das Coisas e Inteligência Artificial, entregamos aos nossos clientes um entendimento holístico destes processos, permitindo a medição de dados confiáveis e o controle integral – em tempo real – de diversos indicadores críticos sobre sua operação

Como resultado, já geramos impactos consistentes nas operações de nossos clientes, na ordem milhões de reais ao ano, com ROI médio de 14x o valor investido!

Quer saber mais sobre nosso trabalho? Clique aqui e confira!

 

Faça um diagnóstico

rápido e explore mais como a Novidá pode
eliminar desperdícios na sua empresa

Agende agora
celphone

Entre em contato!

voltar ao topo