blog

Como a Inteligência Artificial pode beneficiar o RH

Como a Inteligência Artificial pode beneficiar o RH

Entre todos os recursos necessários a uma entidade, aqueles que fazem realmente as coisas acontecerem, são os recursos humanos. Assim, a existência de um setor dedicado a cuidar deles é essencial para o bom funcionamento de qualquer empresa, e esses profissionais têm assumido, cada dia mais, papel de destaque na formulação das estratégias e definição das linhas de ação.

Uma verdade: a automatização e aplicação de tecnologia informacional a processos tem proporcionado, onde quer que sejam implementados, um real aumento de ganho tanto em termos qualitativos, quanto em termos quantitativos/financeiros.

Mas há limites tecnológicos que somente podem ser expandidos quando ocorre o crescimento harmônico e em conjunto das pessoas diretamente envolvidas nesses processos.

Para fazer essa aproximação homem x processo x tecnologia, é preciso que os integrantes do setor de RH tenham condições de selecionar, avaliar, preparar e alocar, de forma contínua, profissionais que melhor se encaixem nos parâmetros definidos. E uma vez que estas etapas tenham sido cumpridas, é preciso monitorar o desempenho e motivação para que os resultados esperados sejam alcançados. Não há como conseguir isso sem se concentrar nas tomadas de decisão, que demandam cada vez mais senso de observação, criticidade e criatividade, características operacionais na gestão de pessoas que não se obtém a não ser se eliminando a necessidade de cumprirem tarefas complexas, demoradas e repetitivas, que normalmente envolve a aplicação, análise e consolidação de dados coletados via questionários, entrevistas e quaisquer outros meios.

Para lidar com tal complexidade e volume de dados, uma ferramenta baseada em Inteligência Artificial (IA) pode ser a chave.

 

 

O que é Inteligência Artificial (IA)?

As máquinas não são mais apenas responsáveis por realizar cálculos simples, e nos fornecer resultados. Elas já são capazes de analisar os dados inseridos em seus softwares, e avaliar cenários diversos, ajudando na tomada de decisão.

É comum esbarrarmos com expressões como Machine Learning e Inteligência Artificial (IA). Estes termos são as designações dos processos de aprendizado que hoje buscam simular a capacidade humana de pensar e resolver problemas analíticos, sempre baseado em dados.

Esses são facilitadores de vários processos que exigiriam uma longa jornada de cálculo e análise de dados, podendo ser realizados em um curto prazo. Assim, os profissionais do RH podem dedicar seu tempo a processos que exijam mais de sua sensibilidade e criatividade.

Mesmo dentro do setor de Recursos Humanos, vários de seus processos mapeados, que são de sua responsabilidade, podem ser melhorados e, até completamente, realizados por sistemas baseados em Machine Learning e Inteligência Artificial (IA). Os principais processos são:

 

Recrutamento e seleção

 

Análise dos perfis de candidatos

Uma das etapas que mais demandam tempo dentro dos processos de recrutamento e seleção é a análise dos perfis dos candidatos a uma determinada vaga.

Muitas vezes recebe-se centenas de candidaturas, e a triagem dos currículos é um processo demorado e desgastante.

É possível utilizar um sistema baseado em encontrar palavras-chave, ou reconhecer padrões que se encaixem na descrição do cargo para o qual se está fazendo a seleção. Além disso, podem ser responsáveis por analisar respostas de perguntas preliminares feitas aos prospectos.

Utilizar IA para, também, responder possíveis perguntas dos candidatos sobre a empresa e as vagas ofertadas, através de chatbots, pode ser uma boa estratégia para melhorar a divulgação das posições e otimizar as palavras-chaves utilizadas, facilitando o direcionamento a um público específico ou que seja encontrada por um maior número de candidatos.

É possível, também, utilizar o princípio da análise de currículos para se compilar dados de perfis profissionais disponíveis em redes como o LinkedIn. Esta, inclusive, já oferece uma plataforma que inclui na avaliação possíveis candidatos que se encaixem no perfil descrito para a vaga, mesmo que já estejam empregados. Isso aumenta o pool de candidatos. Se por um lado auxilia a empresa no processo seletivo, também se mostra de grande valia para os candidatos, que podem ser avisados quando uma posição adequada às suas expectativas esteja aberta.

É importante também, para entender a visão que seus empregados têm dos perfis e funções que estão abertas para receber indicações deles. Além de analisar os currículos dos indicados, é interessante analisar também aqueles empregados que contribuem com indicações mais assertivas.

 

Entrevistas

Muitos algoritmos de IA já são capazes de analisar padrões de Processamento de Linguagem Natural.

Assim, estes podem ser úteis em análise de expressões e linguagem corporal durante entrevistas principalmente virtuais, quem tem se tornado uma realidade cada dia mais presente.

 

 

People Analytics

 

Treinamento

Treinamento de recém contratados ou mesmo de funcionários que sejam promovidos ou mudem de cargos, é um desafio para o RH, pois realizar este acompanhamento pode desprender muitos recursos.

É possível atender esta demanda utilizando-se sistemas de treinamento virtual, que analisam as respostas dos empregados, que poderiam também, ter sistemas com mentores virtuais personalizados, e que tenham acesso completo aos dados pessoais e de carreira daqueles empregados. Isso pode orientá-los com base em suas aspirações de carreira

 

Retenção

A análise de dados é importante também para se avaliar o desempenho do empregado dentro da companhia, buscando não apenas ajuda-lo a melhorar seu desempenho, mas também verificar como estão as relações dentro dos times.

É importante analisar dados advindos de pesquisas de clima, avaliações e feedbacks, dados dos perfis psicométricos e fit culturais. Isso mostrará quais as decisões devem ser tomadas para melhor aproveitamento do empregado dentro da empresa.

Quando falamos de retenção de empregados, muitas empresas costumam, também, pensar em monitorar dados de navegação e pesquisa na internet, além de e-mails enviados pelo funcionário, sendo estas atividades não oficiais dele. A ideia seria antecipar os movimentos do mesmo, em caso de saídas. Mas isso pode causar ainda mais dor de cabeça para a empresa, já que estes dados não são conectados a atividades oficiais do empregado para a empresa. É preciso ter responsabilidade na aquisição de dados de seus funcionários.

 

Dados, gestão de pessoas e tecnologia

São evidentes as vantagens da utilização de sistemas baseados em IA em RH. Mas é preciso pensar muito bem nas estratégias e dados escolhidos para essa análise.

É importante se escolher os dados alinhados com os objetivos da empresa. Lembrando sempre que os resultados obtidos por processamento e análises realizados por sistemas que aliam Machine Learning e IA são tão bons quanto os dados entregues a eles.

Quando pensamos em medição e avaliação de desempenho dos funcionários, além da avaliação subjetiva dos líderes, é importante também utilizar dados objetivos.

Para não promover uma visão de que estão vigiando cada um de seus movimentos, escolha monitorar os dados que sejam benéficos para a melhoria das condições de trabalho do trabalhador, como aumentar a eficiência de seu trabalho, e saúde e segurança do trabalho.

Utilize os dados mapeados durante as atividades juntamente com aqueles dados que o RH tem disponíveis para que possam monitorar melhorias também na alocação da pessoa, melhor aproveitando suas habilidades.

 

 

Como a Novidá traz a IA para o seu RH?

Não é porque o setor é chamado de Recursos Humanos que este não pode ter a tecnologia como aliada no melhor desenvolvimento e execução dos seus processos. Um sistema como o da Novidá é capaz de monitorar os dados em tempo real, processá-los e gerar relatórios que permitam identificar desperdícios, gargalos e melhorias nos processos de gestão de pessoas.

Através do monitoramento em tempo real por tecnologias móveis, é possível determinar fatores críticos para verificar o compliance do setor ou empresa com a legislação vigente. Veja o caso da Solvay, por exemplo.

Com a necessidade de realização de pausas obrigatórias durante extensas jornadas de trabalho, foi possível utilizar tecnologias de monitoramento por geolocalização do funcionário, ou o acesso do mesmo à área designada para essa pausa, e assim verificar se as regras estavam mesmo sendo cumpridas.

Quando os dados e KPIs do RH são monitorados de forma constante e confiável, os seus processos são melhorados de forma contínua, permitindo que o RH se dedique mais constantemente aos recursos mais importantes de uma empresa: as pessoas.

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Calculadora de Desperdícios

Descubra quantos milhares de reais sua empresa perde com desperdícios.

Cases de Sucesso

Diversas marcas e empresas já se beneficiaram de nossa plataforma. Conheça casos reais que Novidá atuou.

Gostou do conteúdo?

Cadastre-se em nossa newsletter

Siga-nos nas
redes sociais

Veja também

error: Conteúdo protegido!
Queremos ajudar sua empresa

Fale Conosco

Endereço

CUBO – Alameda Vicente Pinzon, 54 – Vila Olimpia
São Paulo / SP / Brasil