blog

Just in Time: entenda o que é e qual a importância dessa metodologia

Just in Time: entenda o que é e qual a importância dessa metodologia

A constante busca por redução de desperdícios nos processos produtivos faz parte da rotina de muitas empresas. Um dos métodos mais utilizados para realizar esta redução é a estratégia conhecida como Just in Time. Mas é importante conhecer bem esse sistema para saber se ele é adequado ao seu processo fabril.

 

O que é o Just in Time?

 

A estratégia de gestão de conhecida como Just in Time consiste no alinhamento da cadeia de suprimentos junto com o planejamento da produção, recebendo apenas a matéria-prima necessária para a produção a ser realizada em um determinado período, reduzindo custos de estoque e inventário.

Na prática, isso quer dizer que a empresa realiza a compra apenas da matéria-prima necessária para realizar a produção de uma quantidade planejada, de acordo com a demanda do mercado. Assim temos a matéria-prima sendo recebida no tempo certo, e apenas os produtos demandados sendo entregues para o mercado.

É uma metodologia focada no funcionamento das companhias como um todo, não apenas na linha de produção em si, mas exigindo mudanças em processos de compra, fornecimento de materiais e planejamento de produção.

É importante contrastar esta estratégia com a Just in Case que, na busca por atender uma maior demanda de mercado de forma mais ampla, as empresas produzem diversas unidades de seus produtos, gerando um estoque.

 

Como Just in Time se relaciona à Manufatura Lean?

 

A manufatura enxuta é uma metodologia voltada para a otimização da produção ao máximo, buscando a eficiência de seus processos.

Just in Time é uma dessas otimizações possíveis, já que exige a adaptação das linhas para realizar a produção em lotes menores de produtos, de acordo com uma demanda adaptável, exigindo que a eficiência não foque apenas na velocidade de produção, mas de seu planejamento para que desperdícios sejam evitados.

 

 

Vantagens da metodologia Just in Time

 

Otimização dos processos

Por operarem sob demanda, os processos  mapeados se tornam muito mais rápidos e enxutos, conferindo maior produtividade à companhia.

 

Redução de custos

Por partir do princípio que toda a matéria-prima adquirida será utilizada, as operações de gestão de estoque e inventário podem ser reduzidas significativamente, sendo também possível reduzir o ambiente necessário para a realização de todos os processos, ficando apenas com espaços necessários para a produção e entrega do produto.

 

Flexibilidade

Uma das principais propostas da metodologia Just in Time é a realização de um processo produtivo mais flexível.

Levando em conta esse aspecto, abre-se a oportunidade para que o cliente personalize sua encomenda, o que é extremamente vantajoso para a empresa, levando em conta as características cada vez mais individuais de seus consumidores.

 

Qualidade

Trabalhando com um estoque reduzido de material, tem-se cada vez mais atenção à qualidade do produto e do processo. É natural que exista um esforço para eliminar ao máximo os problemas e defeitos durante a produção, ou seja, a diminuição do estoque gera um ciclo positivo de busca constante por melhoria contínua e redução de desperdícios.

 

 

Quais as desvantagens do Just in Time?

 

A metodologia Just in Time exige um planejamento rigoroso do processo de logística e fornecimento de materiais. Assim, há pouca ou quase nenhuma margem para imprevistos dentro desses processos.

Se um fornecedor enfrenta alguma adversidade em sua própria empresa, ou mesmo há alguma quebra durante o transporte do material, o processo planejado como Just in Time pode ser seriamente prejudicado por isso, já que a produção pode ficar parada aguardando a resolução desses imprevistos.

Outro ponto de destaque é que não há abertura para que se aguarde um melhor preço de matérias-primas, já que essa deve ser fornecida no momento necessário para que não aconteçam atrasos de produção.

 

Como saber se posso usar a metodologia Just in Time?

 

Nem todos os processos produtivos podem incorporar a metodologia just in time, seja pela forma como é realizado o seu planejamento de demanda (push ou pull) ou pelas escolhas de fornecedores.

Aqui temos algumas perguntas que você pode responder sobre o seu processo produtivo para chegar à essa conclusão:

  1. Sou capaz de produzir e/ou entregar meus produtos rapidamente quando o mercado demandar?
  2. Meus fornecedores são confiáveis e ágeis a ponto de conseguirem me fornecer a matéria-prima tempestivamente?
  3. Meu processo de vendas é eficiente e integrado, de forma que posso não apenas receber os pedidos dos meus clientes, mas também realizar, em tempo hábil, o planejamento de demanda de materiais e realizar os pedidos de compra para os fornecedores com as especificações e quantidades corretas?
  4. Tenho total entendimento da forma e da demanda do meu consumidor, considerando temporalidades e flutuações de mercado?

 

Como implementar o Just in Time?

 

Agora que você já sabe se a metodologia Just in Time se encaixa nas suas necessidades, é hora de pensar em sua implementação.

Podemos considerar que as etapas a seguir são as mais críticas para uma implementação bem sucedida:

 

Repense os espaços

Para que a implantação da metodologia Just in Time seja realizada de forma eficaz, é importante repensar os espaços da sua empresa para que eles estejam organizados de forma a facilitar o fluxo de trabalho, desde a chegada dos pedidos e matéria-prima até o transporte do produto.

A forma como são ordenados os passos de um processo produtivo é um aspecto importante a ser planejado. Nesta etapa é importante pensar no mapeamento não apenas dos processos, mas também do planejamento de rotas de máquinas, pessoas e materiais dentro desses espaços.

 

Reorganize seus objetivos

Não são apenas as práticas e planejamentos de processos de produção que devem ser revisadas para que a metodologia Just in Time seja implementada.

É importante realinhar os objetivos da empresa de forma que reflitam a nova organização desejada.

Por não ter mais necessidade de geração de estoque, sua estratégia deve ser voltada a atrair clientes e garantir encomendas em um volume que mantenha a fábrica em bons níveis de produção ao longo do ano.

Saímos de uma estratégia de “produção empurrada” para uma estratégia de “produção puxada”.

 

Repense as métricas e KPIs

É importante dar uma atenção especial à redefinição dos KPIs que perpassam todos os processos envolvidos.

Como mencionado acima, nem sempre é possível economizar no valor da matéria-prima, uma vez que não se pode comprar uma grande quantidade dela. Então talvez seja melhor redefinir o KPI do time de compras de redução de custos com matéria-prima, por exemplo, consideranto este, agora, como métrica. No lugar, pode-se utilizar a redução de custos com o armazenamento de matéria-prima antes do início da produção.

O time de vendas agora deve passar, também, por uma reciclagem. Agora que o foco não é mais fazer em quantidade para vender em quantidade, vale questionar como seria a melhor estratégia para que as vendas sejam realizadas de forma que o seu processo produtivo possa atendê-las. Quais os prazos de produção e entrega? Quais as formas de distribuição e pontos de venda? Repensar os 4 Ps (Preço, Praça, Promoção e Produto) para que se possa verificar como essa melhoria no processo pode agregar valor em seu mix de produtos.

 

Comunicação clara e treinamentos

Com a mudança em muitos aspectos dentro da empresa, incluindo seus objetivos estratégicos, é importante garantir que essas mudanças sejam comunicadas de forma clara e para todos os níveis de seus funcionários.

Além disso, é importante realizar campanhas e treinamentos periódicos para que todos possam se adaptar da melhor forma possível à implantação da metodologia Just in Time. Poderá ser necessário rever a alocação de pessoas dentro dos times, e adequação dos números.

Atenção especial deve ser dada ao time de vendas, que vai mudar não apenas sua metodologia, mas também as estratégias para que possam repassar para o cliente de forma clara como a empresa trabalhará deste momento em diante.

 

 

Como a Novidá pode facilitar a implementação do Just in Time?

 

O objetivo da metodologia Just in Time é exatamente não perder tempo, por isso é essencial saber tudo que acontece em sua empresa, preferencialmente em tempo real.

Pra isso desenvolvemos uma solução focada no entendimento e melhoria de processos operacionais focado nas pessoas e suas atividades operacionais, sozinhas na sua operação ou no comando de equipamentos.

Através do uso de tecnologias proprietárias que envolvem Geolocalização Indoor e Outdoor, Internet das Coisas e Inteligência Artificial é possível realizar a medição de dados de forma confiável, em tempo real, e acompanhar os indicadores críticos e tomar decisões de forma mais ágil.

Otimização de rotas e processos, alocação de pessoas em diferentes pontos da linha de produção, e ainda acompanhar a realização de processos de manutenção para reduzir o wrench time são apenas algumas das aplicações que já foram realizadas. Para ver quais foram esses cases de sucesso, é só entrar na nossa página e baixar os materiais completos.

 

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

Calculadora de Desperdícios

Descubra quantos milhares de reais sua empresa perde com desperdícios.

Cases de Sucesso

Diversas marcas e empresas já se beneficiaram de nossa plataforma. Conheça casos reais que Novidá atuou.

Gostou do conteúdo?

Cadastre-se em nossa newsletter

Siga-nos nas
redes sociais

Veja também

error: Conteúdo protegido!
Queremos ajudar sua empresa

Fale Conosco

Endereço

CUBO – Alameda Vicente Pinzon, 54 – Vila Olimpia
São Paulo / SP / Brasil